sexta-feira, 4 de março de 2016

Refletindo

Há uma pesquisa que aponta que o excesso de confiança dos motoristas em caminhos habituais faz com que uma boa parte dos acidentes ocorra exatamente nesses lugares.
E porque estou falando isso.
Eu estava lendo um artigo que falava do quão mal Pedro ficou, após ter traído Jesus. Logo ele que deu tantas demonstrações de coragem e ousadia, e foi tão categórico ao dizer a Jesus, “eu traí-lo, jamais!” 
E agora tinha que lidar com essa situação de saber que não era lá essa coca-cola toda.
Mas, o interessante desse fato, não é que Pedro descobriu ser uma farsa, que de corajoso e ousado ele não tinha nada que tudo que fez o demonstrou não passou de mero exibicionismo.
Não, ele era tudo isso sim, mas o que ele precisou aprender, é que em muitas situações da vida, não importa o quão bom sejamos em determinada área, tão bom que nem cuidamos dela direito, tiramos de letra, não nos preocupamos, o que ele teve que aprender e nós precisamos também, é saber que somos humanos e podemos falhar e que há situações na vida, que só Deus pra nos ajudar a suportar e enfrentar.
O Conselho de trânsito diz:
Prudência e atenção sempre, seja, saindo da garagem de sua casa ou enfrentando um tráfego intenso.
E mesmo seguindo esse conselho sabemos que estamos sujeitos a nos ver envolvido em um acidente, coisas da vida.
Então cuide muito bem daquilo que você é bom, reconheça suas qualidades, seus talentos, sua capacitação, mas se falhar ou se ver envolvido em uma situação que você não conseguiu dar conta, continue acreditando em si mesmo e na força que o Senhor dá. Como disse Paulo: “Posso todas as coisas n’Aquele que me fortalece.” Filipenses 4:13

Postar um comentário