quinta-feira, 9 de abril de 2015

Andando com Esperança

Ontem enquanto o Bispo Jorcelino trazia-nos uma mensagem que falava das cadeias que nos aprisiona (o passado, dores, perdas, fracassos, desencantamentos), e que por vezes nos impedem de enxergar o presente ou o que temos e vislumbrar o futuro ou o que podemos ainda realizar, me veio a mente algo que pode ter sido a primeira lição prática sobre como andar com esperança quando tudo ao redor diz ao contrário.  Ele usou como ilustração os dois discípulos no caminho de Emaús, que mesmo andando com tristeza pela morte de Cristo, não perceberam que o terceiro que se achegou e começou andar com eles era o próprio Cristo agora ressuscitado (Lucas 24: 13-35).
A Bíblia relata que enquanto eles andavam mesmo eles ainda não o reconhecendo,  começando por Moisés, discorrendo por todos os profetas, Jesus ia expondo o que a seu respeito constava em todas as Escrituras, ou seja, durante todo o caminho Jesus  foi alimentando e animando aqueles discípulos, a ponto de um deles  depois de o reconhecer finalmente no partir do pão, dizer ao outro, “ não nos ardia o coração, quando Ele, pelo caminho, nos falava, quando nos expunha as Escrituras?”
A dor nos cega, a tristeza nos cega, o desencantamento nos cega, sentimo-nos sozinhos, perdidos e às vezes “apavorados” com o que nos reserva o futuro, mas isso não significa que Jesus não esteja perto, Ele sempre está perto nos alimentando, seja através de uma palavra, um louvor, testemunho..., até que chega o momento, que um gesto de Jesus, uma providência, uma intervenção..., vc se rende e percebe que Ele sempre esteve presente, agindo em toda a situação.
Esta pra mim foi a primeira lição prática daquilo que o apóstolo Paulo nos ensina tempos depois “a de não andarmos pelo que vemos, mas, pelo que cremos.” II Coríntios 5:7
Ainda que vc não esteja conseguindo enxergá-lo na sua caminhada, se anime com essa palavra, Ele é o mesmo de ontem, hoje e eternamente, Ele é o nosso Deus Conosco Está, conheça e prossiga em conhecer ao Senhor porque ao seu tempo, ele mandará a chuva serôdia, aquela chuva que chega quando menos se espera, quando o tempo e os indicadores dizem que não haverá mais chuva, então ela chega, na hora certa, no momento exato.

Postar um comentário