quarta-feira, 17 de julho de 2013

Neemias



E sucedeu que, ouvindo Sambalate que edificávamos o muro, ardeu em ira, e se indignou muito; e escarneceu dos judeus.
E falou na presença de seus irmãos, e do exército de Samaria, e disse: Que fazem estes fracos judeus? Permitir-se-lhes-á isto? Sacrificarão? Acabá-lo-ão num só dia? Vivificarão dos montões do pó as pedras que foram queimadas?
E estava com ele Tobias, o amonita, e disse: Ainda que edifiquem, contudo, vindo uma raposa, derrubará facilmente o seu muro de pedra.
Ouve, ó nosso Deus, que somos tão desprezados, e torna o seu opróbrio sobre a sua cabeça, e dá-los por presa, na terra do cativeiro.
E não cubras a sua iniqüidade, e não se risque de diante de ti o seu pecado, pois que te irritaram na presença dos edificadores.
Porém edificamos o muro, e todo o muro se fechou até sua metade; porque o coração do povo se inclinava a trabalhar.

Neemias 4:1-6


Amo essa palavra, por que ela nos fala de Boas Novas!
Como assim!? Pelo que li o povo estava sendo desprezado naquilo que se propuseram a fazer.
Mas, nas entrelinhas é que somo edificados.
Neemias poderia se deixar abater pelas palavras de desprezo, afinal de contas ele tinha consciência que se o povo estava ali se empenhando na reconstrução do muro boa parte daquela assolação se devia a desobediência a Deus no passado, ainda que ele, Neemias tivesse vivido uma vida justa perante Deus, mas ele sabia que boa parte do povo fez escolhas erradas, tomaram decisões precipitadas, andaram segundo o curso da vida. Neemias sabia em quem cria, sabia da oportunidade que Deus estava concedendo a eles de verem restaurada a sua cidade e depois da oração, ele diz que o povo continuou erguendo o muro porque eles estavam inclinados a trabalhar, a se esforçar para ver acontecer.
Todos os dias somos bombardeados com palavras intimidadoras de acusação e de desprezo, muitas das vezes ouvimos isso e ficamos calados porque no fundo achamos que merecemos, fizemos tantas escolhas erradas, tomamos tantas decisões precipitadas e mesmo estando arrependidos, abrimos mão do nosso empenho porque achamos que não vai dar em nada, outras vezes nos sentimos injustiçados por termos que passar por isso, por estar sofrendo por escolhas e decisões erradas de outrem e aí também abrimos mão do nosso empenho por não acreditarmos que as coisas podem melhorar. Mas Neemias vem nos lembrar que não importa de quem é a culpa, é com trabalho é com esforço que vemos a glória de Deus, é com disciplina, é com determinação, é nos cercando de pessoas que podem nos ajudar que vamos erguendo o muro da restauração da nossa cidade, da nossa casa, da nossa vida espiritual, da nossa vida profissional, das nossas emoções. Oh! Glória à Deus por essa palavra de Neemias, muitas lições podemos tirar desse livro.

Postar um comentário