quarta-feira, 26 de junho de 2013

Oração


Nosso problema é que oramos pouco.
Oramos pouco porque a vida é apenas uma sucessão de causas e efeitos e seguirá o seu curso, oremos ou não. Deus não intervém.
ORAR É CRER.
Oramos pouco porque não temos tempo para isto. Como tudo depende de nós, corremos sem pausa, para realizar, realizar, realizar.
ORAR É CONFIAR.
Oramos pouco porque somos inteligentes e, logo, sabemos o que é melhor para nós.
ORAR É NÃO SABER.
Oramos pouco porque aprendemos que bom é ser autossuficiente.
ORAR É DEPENDER.
Oramos pouco porque cansamos de aguardar com paciência. 
ORAR É ESPERAR.
Oramos pouco porque as coisas estão bem. 
Israel Belo de Azevedo

Postar um comentário