quarta-feira, 23 de junho de 2010

Entrevista Com Kaká - Parte 1


Ontem estava ouvindo a entrevista de Kaká em uma coletiva.
E duas coisas que ele disse aos jornalistas chamaram-me a atenção.
A primeira, e é sobre essa que falarei hoje diz respeito a uma pergunta feita por um dos jornalistas , se ele Kaká achava que a seleção da Alemanha estava melhor preparada do que a seleção brasileira, por causa da goleada da Alemanha e a dificuldade do Brasil em ganhar da Coréia do Norte.
E Kaká foi enfático em afirmar que isto era um jogo, e que em um jogo tudo pode acontecer.
E ele está certo e digo mais, não é só nos jogos que estas coisas acontecem, na vida também.
Lembro de uma mensagem trazida pelo pastor Lucio da Igreja Batista do Getsêmani- MG, onde ele falava exatamente sobre isto, sobre esta dificuldade que muitos de nós temos, que por melhor que sejamos, por mais prudência que tenhamos, por mais preparado que estejamos, ainda assim, estamos sujeitos as surpresas da vida, nem sempre muito agradável.
Lembro dele ter citado uma passagem que está escrita em Eclesiastes 9:11 onde o pregador diz: “Voltei-me, e vi debaixo do sol que não é dos ligeiros a carreira, nem dos valentes a peleja, nem tão pouco dos sábios o pão, nem ainda dos prudentes a riqueza, nem dos entendidos o favor, mas que o tempo e a oportunidade pertencem a todos.”
E é ou não é isso mesmo que percebemos na vida?
Ah! Então você quer dizer, que é besteira ser prudente?
Que não vale a pena se preparar para alçar grandes vôos?
Não, definitivamente, não!
Prudência, sim.
Sabedoria, sim.
Capacitação, sim.
Mas, acima de tudo, não devemos esquecer nunca, que apesar de todo esse investimento, ainda assim, estamos sujeitos ao tempo e a oportunidade, que nem sempre ganharemos todas.

Um Abraço,

Fique na Paz!

Postar um comentário