sábado, 9 de janeiro de 2010

Você Se Lembra Do Seu Primeiro Amor?


Sabe, no momento estou vivendo uma fase muito gostosa na minha vida.
Estou trocando alguns móveis da minha casa, e com a troca vem também a decoração.
E isso é apaixonante, até mesmo porque sou um pouco metida a designer, estilista, decoradora,...e modesta a parte, não faço feio.
E vivendo esse momento, me veio a lembrança os sentimentos que tomaram conta de mim no meu primeiro amor.
Não só o primeiro amor da conversão, mais a primeira vez que me apaixonei por um garoto, a primeira vez que tive uma filha nos braços, tanto cuidado, preocupação, tanta vontade de fazer tudo certo, a primeira vez que pude chamar um carro de “meu carro”...,
A adrenalina que corre em nossa veia nesse período de euforia é muito prazeroso, faz-nos rir a toa, sonhar, a gente vive quase que em todo o tempo, em estado de graça, como se tudo fosse só festa.
E aí percebi que o nosso Deus gosta muito disso, que tenhamos estes momentos de festa em nossa vida, se possível arrumemos sempre motivos para vivermos assim, pois como bem disse Jesus uma certa feita “...já basta a cada dia o seu mal...”
Observe o povo judaico, quantas festas o Senhor instituiu para aquele povo, festa da colheita, da páscoa, do tabernáculo, das primícias..., óbvio que toda festa tinha um objetivo, e este objetivo tem que se fazer presente também em nossa vida seja qual for o motivo de tanta euforia, a de que tudo é d’Ele, vem d’Ele e é para Ele, à Ele toda glória.
É importante que assim seja, ainda que o momento que estamos vivendo esteja sendo difícil, as circunstâncias assustadoras, celebrar é preciso.
E sabe por quê?

Pense nisto.

Postar um comentário