sábado, 5 de dezembro de 2009

Amanhã Pode Ser Tarde


É, o fim do ano está chegando e parece frase feita, mas, “como voou este ano...”
É óbvio que o ano não voou, talvez tenhamos nos ocupado com tantas coisas que a sensação seja esta.
E como na vida tudo tem um preço, quantas coisas deixamos para o amanhã, quando poderíamos ter feito hoje.
SENSIBILIDADE, é um sentimento que está entrando em extinção devido a vários fatores, e um desses é exatamente o excesso de ocupações.
Parar para ouvir, entender, ler nas entrelinhas, está cada vez mais escasso e com isso a superficialidade ganha um espaço enorme nas nossas relações.
Li este poema, não sei quem é o autor e achei interessante para nossa reflexão.

Amanhã pode ser tarde...

Para você dizer que ama,

Para você dizer que perdoa,

Para você dizer que desculpa,

Para você dizer que quer tentar de novo…

Amanhã pode ser muito tarde

Para você pedir perdão,

Para você dizer:

Desculpe-me, o erro foi meu!

O seu amor, amanhã, pode já ser inútil;

O seu perdão, amanhã, pode já Não ser preciso;

A sua volta, amanhã, pode já não ser esperada;

A sua carta, amanhã, pode já não ser lida;

O seu carinho, amanhã, pode já não ser mais necessário;

O seu abraço, amanhã, pode já nãoencontrar outros braços…

Porque amanhã pode ser muito… Muito tarde!
Não deixe para amanhã para dizer:

Eu amo você!

Estou com saudades de você!

Perdoe-me!Desculpe-me!

Esta flor é para você!

Você está tão bem!
Não deixe para amanhã

O seu sorriso,

O seu abraço,

O seu carinho,

O seu trabalho,

O seu sonho,

A sua ajuda…
Não deixe para amanhã para perguntar:

Por que você está triste?

O que há com você?

Ei!… Venha cá, vamos conversar…

Cadê o seu sorriso?

Ainda tenho chance?

Já percebeu que eu existo?

Por que não começamos de novo?

Estou com você.

Sabe que pode contar comigo?

Cadê os seus sonhos?

Onde está a sua garra?
Lembre-se:

Amanhã pode ser tarde…

Muito tarde!

Procure.

Vá atrás!

Insista!

Tente mais uma vez!

Só hoje é definitivo!

Amanhã pode ser tarde…

Postar um comentário